Então, sabe aquele delicioso caranguejo?

 

Na poesia satírica de Gregório de Matos, poeta que viveu no Recife no século XVII, um moribundo pede para  que depois de morto seu corpo seja lançado ao mar para ser comido pelos caranguejos. No humor negro de Gregório de Matos isso seria menos pior do que ser um pescador de caranguejo:

“[...] Este miserável corpo,
que sendo tão natural,
querem, que seja feitiço,
e feitiço há de ficar.
Com que uma, e mil vezes peço
ao Cura, que é tão sagaz,
pois hão de fazê-lo em caldos,
que o mande lançar ao mar.
Lá o comam caranguejos,
que ver será menos mal
um homem nos caranguejos,
que os homens caranguejar. [...]”

Três séculos depois a pesca do caranguejo ainda impressionaria.
O médico do Recife, Josué de Castro, conhecido mundialmente na década de 1950 pelos seus estudos sobre a fome, revelou:

 “Esta é que foi a minha Sorbonne: a lama dos
mangues do Recife, fervilhando de caranguejos
e povoada de seres humanos feitos de carne de
caranguejo, pensando e sentindo como caranguejo.
Seres anfíbios — habitantes da terra e da água, meio
homens e meio bichos. Alimentados na infância
com caldo de caranguejo: este leite de lama.
Seres humanos que faziam assim irmãos de leite
dos caranguejos.”

Na década de 1990 o mangue é revisitado pelo Movimento Mangue. Surgido no Recife, esse movimento artístico-cultural faz um elogio a ecologia única do mangue e busca reumanizar o homem que trabalha como pescador de caranguejo. Um exemplo de manifesto está na música Antene-se de Chico Science.

 

Depois de conhecer um pouco dessa história
tem como o caranguejo ter o mesmo sabor?

Para saber mais:

Ingredientes de uma Identidade Colonial: os alimentos na poesia de Gregório de Matos

Homens e Caranguejos

Mangue, Homens e Caranguejos em Josué de Castro: significados e ressonâncias

 

Foto: André Akagi

Mari

Sobre a Mari

Sou irmã da Carol e da Helena, e prima da Camila. Passo mais tempo estudando sobre comida do que cozinhando. Apesar disso, gosto muito de cozinhar e o faço como desculpa para reunir as pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>